O Instituto Favela da Paz é uma rede de empreendedores sociais, formada por músicos, artistas independentes, articuladores culturais e moradores do Jardim Ângela, bairro da zona sul de São Paulo.

A iniciativa desenvolve projetos focados em transformar a realidade social de pessoas que residem em comunidades de São Paulo. Com o sucesso e o impacto das ações realizadas pelo Instituto, os projetos passaram a ser conhecidos e realizados em países como, Portugal, Colômbia, Alemanha, Palestina, sempre focando no modo como as pessoas se apropriam e se relacionam com os bens sociais ligados à cultura popular brasileira, como a música, dança, audiovisual, educação ambiental e alimentar e prática de esporte.

Nas entrelinhas dos projetos criados pelo Instituto Poesia Samba Soul, a expressão “Vivência Cultural” tem um forte significado para cada pessoa que faz parte da organização, pois foi a partir dela que Claudio Miranda, morador do Jardim Ângela, deu o ponta pé inicial para criar o instituto e impulsionar suas ações, após vivenciar experiências de relacionamento com outras culturas em diversas lugares do mundo, como por exemplo, a comunidade de paz de Tamera, em Portugal e São José do Apartado, na Colômbia.

A partir destas vivências, surge o Instituto Poesia Samba Soul, constituído à base de intercâmbios culturais, iniciativas empreendedoras e parcerias de sucesso com outros projetos transformadores, como a CIA Sansacroma, um grupo de dança contemporânea com mais de 15 anos de trajetória em meio às comunidades da zona sul de São Paulo, enraizado em questões étnicas, sociais e políticas, que são retratadas em suas performances sobre o contexto sociocultural dos cidadãos periféricos.