Banheiro Seco Urbano

Primeiro protótipo de banheiro seco urbano: Caixa de serragem, vaso sanitário e coletor de urina

Primeiro protótipo de banheiro seco urbano: Caixa de serragem, vaso sanitário e coletor de urina

Logo depois do cafezinho ou suco de laranja matinal lá vamos nós ao banheiro, sentamos no assento, defecamos, apertamos a descarga e ufa, estamos livres de uma das coisas mais repugnantes para a sociedade contemporânea: as nossas fezes.

Hoje encaramos o nosso cocô como um problema e, da forma como lidamos com ele, de fato, temos um problema grave. Vamos a uma pequena historinha:

Era uma vez um bocado de nutrientes que estavam no solo. Com ajuda da água e do sol, a plantinha se apropriou daqueles nutrientes provenientes do solo e virou comida. Vem o homem, come a plantinha e, ao invés de devolver os nutrientes para o solo e fechar o ciclo, não o engenhoso homem faz diferente: vai buscar água potável a quilômetros de distância (cerca de 40% é perdida no caminho em vazamentos), canaliza esta água até os centros urbanos e então despejamos todo o excesso de nutrientes nesta água, a partir de então, poluída.

Esta água poluída acaba com a vida nos córregos, depois dos rios e dos oceanos.

 

Mas e se ao invés de enxergarmos nossas fezes como um problema, as víssemos como uma solução? Uma megalópole como São Paulo produz centenas de toneladas por dia de dejetos humanos. Todo este escremento pode ser composto e utilizado como adubo na produção de alimentos ou recuperação de áreas degradadas.

Este é objetivo do projeto “Banheiro Seco Urbano”, passarmos a utilizar nossas fezes como recursos, matéria-prima valiosa para a transformação do nosso planeta num ambiente favorável a manutenção da vida, como sempre foi até a invenção do atual sistema sanitário.

Projeto Piloto

O coletivo Permacultores Urbanos está atualmente selecionando famílias interessadas em participar do projeto piloto de coleta e utilização de fezes humanas como adubo orgânico.

Serão inicialmente entre 6 e 10 famílias utilizando o banheiro seco urbano. Um carro realizará a coleta mensal dos baldes com fezes e os destinará para um sítio produtor de frutas na região metropolitana de SP.

O modelo de banheiro seco que adotamos é inspirado no estado-unidense, “Loveable Loo”, confira mais sobre ele no vídeo abaixo:

Modelo de negócios

Uma grande empresa pode utilizar a coleta das fezes de seus funcionários na recomposição de áreas degradadas e desta forma reduzir seu impacto ambiental, ou sua “pegada de carbono”.

Referências:

http://banheirosecoecologico.blogspot.com.br/

http://exame.abril.com.br/tecnologia/noticias/como-os-chineses-estao-transformando-fezes-em-ouro-negro

De toda a comida do mundo, 10% são produzidos pelos 200 milhões de camponeses que usam esgoto cru para irrigar e fertilizar suas plantações, principalmente na Ásia, segundo estudo do Instituto Internacional de Gerenciamento de Água (IWMI, na sigla em inglês).

http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/desenvolvimento/economia-fezes-humana-alternativa-energia-limpa-superinteressante-556000.shtml